sábado, 19 de março de 2016

VINHOS DE MINAS

A cada dia que passa aparecem mais e mais roteiros e pacotes de viagem dedicados ao conhecimento do universo de vinhos. Na América do sul: Chile e Argentina. Na Europa: Itália e França. Estes são os destinos mais procurados e mais requintados... há quem visite esses lugares todos os anos em busca de uma prazerosa experiência.
O Brasil não fica de fora. O enoturismo no nosso país teve um desenvolvimento acelerado nos últimos 20 anos. A maioria dos roteiros passam pela Região Sul do Brasil, destacando Bento Gonçalves, Vale dos Vinhedos e Garibaldi.
Mas o que muita gente não sabe (nós que somos Sul Mineiras também não sabíamos, descobrimos há pouco tempo folheando a extinta "Veja BH") é que são produzidos também cachos recheados de uvas Shiraz, Cabernet Sauvignon e Chardonnay, constituindo as paisagens cheias de videiras no Sul de Minas. Cordislândia, Andradas, Boa Esperança e Três Pontas são algumas das cidades que compõem a Rota do Vinho de Minas.

No município de Cordislândia, a produção de uva, por meio da importação de mudas francesas, conta com 15 mil hectares na Fazenda Porto – além da moderna vinícola Luiz Porto Vinhos Finos.
www.luizportovinhosfinos.comRepresentante Oficial em BH: Rex Bibendi - Rua Outono, 81 – Carmo Sion.



Em Andradas, a visita começa nos galpões e maquinários da Casa São Geraldo. A produção é realizada em mais de 200 hectares com uvas da região. A fazenda também produz vinhos com uvas da região do Rio Grande do Sul. A Casa Geraldo também arrenda fazendas no Chile e na Argentina para a produção de vinhos de uvas Carmenère e Malbec. www.casageraldo.com.br 

Em Boa Esperança, o tour é pela Fazenda Capetinga. São dez hectares de parreiras plantados na propriedade, divididos em 21 mil pés de Shiraz, oito mil de Sauvignon Blanc e outros tantos de Chardonnay, além de mais quatro mil de Cabernet Sauvignon.
Já em Três Pontas, há somente o plantio de uvas.  A produção do vinho acontece na Fazenda Experimental da Epamig, em Caldas.

Fazer vinhos finos em Minas Gerais é possível, e conhecê-los também. 
Em breve faremos a degustação de alguns deles e traremos nossas impressões por aqui!

Um comentário: